IMPORTAÇÃO DE MÉDICOS

O apresentador Jô Soares entrevista nesta terça-feira (11) o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto Luiz d’Ávila. Durante o talk show brasileiro, o representante dos médicos irá falar, entre outros assuntos, sobre a proposta do governo de “importar” médicos estrangeiros para trabalhar no Brasil.

 O programa, gravado em São Paulo, será transmitido a partir de 00h30 do dia 12, pela Rede Globo. Roberto d’Ávila deverá falar ainda sobre a situação da saúde pública no Brasil, demografia médica, financiamento da saúde e questões relacionadas às péssimas condições de trabalho e de assistência com as quais médicos e pacientes convivem diariamente.

 TV Brasil – Também nesta terça-feira (11), o conselheiro federal José Fernando Vinagre participa, em Brasília, do Programa 3 a 1, da TV Brasil. Apresentado pelo jornalista e colunista político Luiz Carlos Azedo, o programa de debate também irá tratar da proposta do governo de trazer médicos estrangeiros. Participarão também do debate representantes da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS).

 Canal Futura – ´O Brasil precisa de médicos estrangeiros?´ foi o tema discutido no programa Sala Debate, do Canal Futura. Na oportunidade, o 1º vice-presidente do CFM, Carlos Vital Correa, defendeu a criação de um Programa de Interiorização do Médico Brasileiro para levar médicos formados no Brasil a trabalharem no interior do país. Em breve o programa deverá estar disponível na internet, no canal da emissora noYouTube.

 GloboNews – A crítica das entidades médicas quanto à proposta de “importar” médicos também foi levada ao Jornal da GloboNews do dia 20 de maio, pelo 2º vice-presidente do CFM, Aloísio Tibiriçá Miranda. Entrevistado pelo jornalista Sidney Rezende, Tibiriçá comentou os riscos da proposta do governo e defendeu a criação de uma carreira de estado para o médico brasileiro. Clique aqui para assistir a entrevista na íntegra.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.