Médicos e alunos de medicina participaram do I Simpósio de Urologia Novembro Azul, realizado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) na quarta-feira (19) na sede da autarquia em Porto Velho. O evento contou com a presença do presidente do Cremero, Rodrigo Almeida, além das palestras dos renomados médicos de São Paulo-SP, especialistas em urologia, Ricardo Vita, Eduardo de Oliveira e Marcos Freire, que juntos abordaram os temas relacionados à importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e de outras doenças masculinas.

Conforme Rodrigo Almeida, o evento foi uma oportunidade para os palestrantes compartilharem o conhecimento com os participantes da ação. “Agradeço aos três médicos que vieram de longe para este simpósio que visa realizar o intercâmbio entre os profissionais de Rondônia, através do programa Educação Médica Continuada e ressalto o nosso compromisso com a realização de mais eventos como esse”.

simposio-urologia

O palestrante Ricardo Vita ressaltou a importância da campanha nacional Novembro Azul. “Essa é uma ação de combate ao câncer de próstata. O novembro é considerado como o mês mundial de combate a esta doença e isso pegou um pouco do Outubro Rosa, considerado o mês de combate ao câncer de mama”, disse.

A prevenção do câncer de próstata é considerada como tabu para muitos homens, mas o médico Eduardo de Oliveira enfatizou a relevância do exame de combate à doença. “Temos que desmistificar o preconceito em relação à campanha, através das ações que vêm sendo feitas pelo Novembro Azul, para quebrarmos essa barreira que existe em relação a sua prevenção”.

Segundo Marcos Freire, o câncer de próstata no Brasil é o segundo maior causador de mortes entre a população masculina, ficando atrás apenas do câncer de pele. “Estima-se que em torno de 69 mil casos de câncer de próstata foram diagnosticados no país, o que representa mais ou menos um diagnóstico a cada oito minutos”, alertou.

O médico Ricardo Vita ainda destacou que em 2011, mais de 13 mil pessoas morreram de câncer de próstata, o equivalente a um caso a cada 40 minutos, o que denota a importância da prevenção da doença, que assim como o câncer de mama, na maioria das vezes é assintomática.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.