cartilhasus 4 Mais de cem pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona Sul de Porto Velho receberam nesta última semana a cartilha “CFM informa sobre os direitos dos pacientes no SUS”, um encarte elaborado e desenvolvido pelo Conselho Federal de Medicina que fala, em uma linguagem acessível e em formato de gibi, sobre os direitos do que o paciente tem ao acesso universal em todos os hospitais públicos ou conveniados ao SUS, independentemente da classe social, sexo, cor, crença, idade ou país de origem.

Uma equipe de colaboradores do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) foi, juntamente com o seu presidente, Dr. Cleiton Bach e realizou a distribuição na unidade. “Essa é a primeira ação. Estaremos programando outras para atender as demais regiões e unidades de saúde da capital. O paciente tem que ter consciência de que ele deve ter acesso igualitário, gratuito e eficiente dentro do Sistema. Ele tem que saber que quando ele não for atendido ou perceba que seus direitos não estão sendo respeitados, que ele pode imediatamente procurar o Ministério Público ou o próprio Conselho Regional de Medicina” salientou o presidente.

cartilhasus 2

O estudante Lucas Santos, de 17 anos de idade, era um dos pacientes que aguardava atendimento na unidade. Ele, ao receber a cartilha, agradeceu e parabenizou o Cremero pela iniciativa e relatou já ter tido problemas com relação ao atendimento no sistema público de saúde. “Fui trazer meu pai uma vez para consulta e descobrimos que ele não poderia ser medicado por falta de remédio. Na hora eu não pude fazer nada, mas agora eu já sei que posso relatar isso ao MP e ao Conselho” afirmou.

A ação, que também foi acompanhada pela imprensa local, deverá se repetir em outras unidades. As datas serão definidas e divulgadas posteriormente. O início da distribuição da cartilha aconteceu no último dia 4 de maio, pelo próprio Conselho Federal de Medicina em Brasília.

cartilha 5

cartilhasus 1

 

cartilhasus 3

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.