Na semana passada, a diretoria do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) esteve reunida com o governador do estado, Confúcio Moura, para a apresentação formal dos novos membros da autarquia e exposição das necessidades da classe médica para melhoria das condições de trabalho e remuneração.

O presidente do Cremero, Rodrigo Almeida, iniciou a reunião explanando a preocupação da diretoria quanto à estrutura do Pronto Socorro João Paulo II que, segundo os diretores da autarquia, apesar das melhorias observadas nos últimos anos, ainda apresenta um cenário caótico. Por sua vez, o governador apontou que com a construção do novo pronto socorro, a dificuldade de espaço físico que o atual João Paulo apresenta será equacionada.

dscf2153

Na oportunidade, o vice-presidente do Cremero, Cleiton Bach, sugeriu a implementação da carreira de médico, estadual, com progressão, nos moldes do judiciário. “É muito difícil levar profissionais capacitados para locais distantes, sem que haja possibilidade desse profissional progredir na carreira e perspectiva de estar em um centro maior com tempo de dedicação e trabalho. Isso associado à criação de uma rede estruturada de referência e contra-referência solucionaria grande parte dos problemas da saúde pública de Rondônia”, destacou Bach.

Rodrigo Almeida solicitou a regularização da situação de médicos que possuem dois vínculos de 20 horas no mesmo concurso para unificar em um contrato apenas de 40 horas. “Assim deixariam de ter problemas com o Tribunal de Contas e Ministério Público”, salientou o presidente do Cremero.

Durante a reunião, várias parcerias com o Governo do Estado foram propostas pela autarquia, dentre elas, a criação e melhora dos programas de residência médica. “Possibilitar o acesso dos formandos das nossas faculdades a um programa de residência ajuda a manter o médico no estado. Preocupa-nos o êxodo que tem ocorrido devido ao limitado acesso à residência médica, baixos ganhos e más condições de trabalho em Rondônia”, destacou Rodrigo Almeida.

A educação médica continuada foi mais uma das propostas de parceria apresentada pelo Cremero ao chefe do Poder Executivo de Rondônia. Segundo Cleiton Bach, “a atualização constante dos médicos é assunto de interesse de toda a sociedade e o Conselho não pode fechar os olhos para a dificuldade que nossos profissionais têm nesse aspecto devido à distância do nosso estado aos grandes centros. Assim, torna-se obrigação do empregador, no caso o Governo do Estado e do Cremero, como fiscalizador da boa prática médica, fornecer programas de atualização para seus médicos”.

Ao final do encontro, o governador se mostrou interessado em melhorar a saúde pública e firmar parcerias em várias frentes com o Cremero.

Fonte: Assessoria

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.