A apuração dos votos para eleição dos novos conselheiros do Conselho Regional de Medicina Rondônia foi concluída na madrugada desta terça-feira, por volta das 4 da manhã, com a proclamação da Chapa 2,  cujo lema é “Novo CRM – com o médico, pela sociedade”, como vencedora, com 552 votos contra 532 da chapa 1, cujo lema é “Ética, Trabalho e Renovação” .O presidente da Comissão Eleitoral, médico Robson Jorge elogiou o clima de tranqüilidade que permeou a votação, sem registro de incidentes.

A votação começou às 8h e prosseguiu até as 20h, com a presença de observadores externos do Conselho Federal de Medicina, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil.

Do total de aproximadamente 1400 médicos aptos a votar, 780 de Porto Velho exerceram seu direito de voto nas duas chapas que concorreram ao pleito. A urna que recebeu os votos por correspondência dos médicos que estão no interior do estado totalizou 443 sufrágios.

No total, 1.213 médicos votaram na eleição do Cremero para a gestão 2013-2018. Na apuração, foram contabilizados 1.084 votos válidos.

Os conselheiros do Cremero têm mandato de cinco anos, com a eleição de duas diretorias executivas neste período.

A chapa eleita se reúne em plenária, logo após a posse – prevista para outubro próximo -, para eleger uma executiva composta de presidente, vice- presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto, tesoureiro e segundo tesoureiro e também o primeiro e o segundo corregedor-geral.

Para o presidente da Comissão Eleitoral, Robson Jorge, prevaleceu a democracia. Ele se disse com a sensação do dever cumprido e agradeceu aos outros integrantes da Comissão, médico Victor Sadeck e a média Célia de Souza Ferreira, e também à assessoria jurídica e de apoio. Quanto ao resultado, Robson desejou boa sorte aos integrantes da chapa 2, pugnando para que o Cremero continue a ter uma gestão profícuo no cumprimento de seu papel de regulamentar e fiscalizar o exercício da medicina de forma ética e na defesa da sociedade para garantir seu direito a um atendimento médico humanizado e de qualidade.

Como observador do pleito no CRM de Rondônia designado pelo Conselho Federal de Medicina, o conselheiro federal, Emmanuel Fortes, acentua que o pleito transcorreu na mais absoluta tranqüilidade, “apenas com uma rápida exaltação de ânimo logo no início, mas, solucionada a questão, foi uma votação dentro da normalidade, da civilidade e da urbanidade entre as duas chapas, como não poderia deixar de ser entre os médicos”, disse.

Assessoria de Imprensa Cremero

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.