Na segunda-feira (17), o agora médico registrado no Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), Paulo Cezar Dias, recebeu a sua carteirinha de médico do CRM-RO. A entrega foi realizada pelo presidente do Conselho, Rodrigo Almeida, e pela assistente administrativa, Priscila Dias de Souza.

 

cezar

 

Paulo se formou na universidade de Aquino, na Bolívia em 2011. Para exercer a profissão no Brasil, ele teve que fazer a prova do Revalida. A primeira fase foi no Acre. O médico passou na etapa, no meio de 1.695 inscritos. Já a segunda foi em Brasília, local onde Paulo foi aprovado e ganhou o direito de trabalhar no país. “O Revalida é muito importante. Eu sou a favor de que exista a prova. Não é uma coisa impossível. Simplesmente é preciso dedicar-se”, ressaltou.

Além da difícil tarefa de passar no Revalida para se tornar apto ao exercício da profissão no Brasil, Paulo enfrentou um problema ainda maior. Antes de se formar, sua mãe tinha que realizar de duas a três escalas mensais no hospital onde trabalha como técnica em enfermagem, para poder pagar os seus estudos na universidade. “Eu me sinto realizado, ainda mais porque a minha família é muito pobre. Minha mãe teve que fazer escalas mensais para me custear. Ou seja, ela dormia, comia, fazia tudo no hospital. A vida dela foi dentro do local”, enfatizou orgulhoso.

Agora, como médico devidamente registrado, Paulo vai para Humaitá, onde irá prestar serviço obrigatório ao exército. “Agradeço a Deus e a família por tudo isso. Vou trabalhar em prol da vida das pessoas e lutar para salvá-las”.

O vice-presidente do Cremero, Cleiton Bach, disse que é motivo de orgulho ter Paulo Cezar como companheiro de profissão. “Um país democrático onde as leis são claras jamais deveria permitir que médicos que não comprovem seu conhecimento em medicina e proficiência na língua portuguesa exerçam a profissão. O doutor Paulo Cezar é um exemplo de que com esforço as conquistas são possíveis e temos orgulho de tê-lo como colega médico.”

 

Fonte: Assessoria

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.