hosp.guajara1

A constatação foi feita após fiscalização do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) nesta semana. O Hospital Regional do Perpétuo Socorro não possui capacidade para atender a grande demanda que tem recebido de pacientes infectados pelo novo Coronavírus. Médicos e demais profissionais da saúde sofrem com a falta de estrutura tanto física quanto material. Faltam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), e outros insumos básicos como medicamentos e aparelhos.

 hosp.guajara2

Segundo apurou a equipe de fiscalização, comandada pelo presidente do Cremero, Dr. Spencer Vaiciunas, a quantidade de EPIs que estão sendo enviadas não atendem a grande demanda. De acordo com a equipe do hospital, muito dos materiais que recebem são provenientes de doações.

O número de mortes no município tem aumentado. De acordo com o presidente do Conselho, as autoridades competentes terão conhecimento de todas as deficiências encontradas através do relatório de fiscalização do Cremero. “Continuaremos as fiscalizações em todo o estado” enfatizou o presidente Dr. Spencer Vaiciunas ao afirmar que irão judicializar ação contra a Secretaria Municipal de Saúde de Guajará Mirim para que a mesma forneça estrutura adequada e equipamentos e insumos aos médicos. 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.