Locais não apresentam condições mínimas de segurança de atendimento aos pacientes

Na última semana, médicos de Ariquemes se encontraram com membros do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), para discutir a respeito do Hospital Municipal do local, que foi fiscalizado pelo conselheiro, Dr. André Bernardes, quem evidenciou inúmeros problemas, já antes relatados em outras vistorias.

ariquemes-materia

Uma das falhas identificadas foi a estrutura do Centro Cirúrgico da unidade. Das três salas existentes, apenas uma oferece garantia aos pacientes. Sendo assim, as outras duas foram interditadas até que apresentem condições para realizar cirurgia com segurança.

Em reunião com a secretária de municipal de saúde de Ariquemes, realizada após a interdição, Rozanea Regiane expôs as dificuldades em conseguir melhorias para o setor no município. Em outro encontro, desta vez com a promotora de justiça, Priscila Mathebyer Lades, foi fechada uma parceria para o trabalho em conjunto entre Ministério Público e Cremero, a fim de que se conquistem aprimoramentos a área da saúde.

A pedido da promotora, também ficou acertado que em julho haverá uma audiência pública junto com o Conselho, sobre a saúde pública em Ariquemes. “O Cremero não vai permitir a perpetuação da iniquidade. Estruturas como essa muito nos preocupam, e nas parcerias que estamos conquistando com o Ministério Público, esperamos que no futuro os rondonienses possam ser atendidos com dignidade e os profissionais voltem a ser atraídos para nosso estado”, enfatizou o vice-presidente do Conselho, Cleiton Bach.

A interdição realizada pelo Cremero chama-se ‘interdição ética’. Quando isso ocorre, há impedimento que o médico trabalhe naquele ambiente. Inúmeras outras irregularidades ainda foram apontadas no relatório do Dr. André e espera-se breve solução para a situação do Hospital Municipal de Ariquemes.

Fonte: Assessoria

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.