Rede dos Conselhos de Medicina
Demografia Médica 2020 aponta para explosão no número de médicos no Brasil


O Brasil tem hoje mais do que o dobro de médicos que tinha no início do século. Em 2000, eram 230.110 médicos. Em 2020, eles somam 502.475 profissionais. Nesse período, a relação de médico por mil habitantes também aumentou significativamente, na média nacional. Passou de 1,41 para 2,4. É o que mostra o estudo Demografia Médica no Brasil 2020, resultado de uma colaboração entre o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Universidade de São Paulo (USP) compartilhado para os Conselhos Regionais de Medicina do país, imprensa e seus médicos registrados.

Os dados apontam que a proporção de médicos por habitantes no Brasil é superior à do Japão e se aproxima dos índices dos Estados Unidos (2,6), Canadá (2,7) e Reino Unido (2,8). “Temos médicos em número suficiente para atender a população brasileira, o problema está na distribuição. Assim como outros profissionais, os médicos estão concentrados nos grandes centros”, argumenta o presidente do CFM, Dr. Mauro Ribeiro.

Para o professor Mário Scheffer, da Universidade de São Paulo (USP), que coordenou o desenvolvimento do trabalho, o crescimento inédito da força de trabalho médico foi impulsionado pela abertura de novas escolas médicas e pela expansão de vagas em cursos de Medicina já existentes. “Apenas na última década, de 2010 a 2019, 179.838 novos médicos entraram no mercado de trabalho no Brasil”, relata.

Aumento e projeção

Em 2020, são mais de 500 mil médicos para 210 milhões de brasileiros. No período, o número de médicos aumentou 11,7 vezes, enquanto a população subiu 2,2 vezes. “A pesquisa mostrou que a perspectiva é de crescimento, já que os médicos trabalham em média 40 anos e anualmente cresce o número de novos formandos. Estima-se que, em 2024, 31.849 novos médicos entrem no mercado de trabalho. Rondônia totaliza atualmente 3.160 profissionais”, compartilhou o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), Dr. Robinson Machado.

A projeção feita pelo professor Milton de Arruda Martins, também da USP, é que daqui a 45 anos o Brasil tenha cerca de 1,5 milhão de médicos para aproximadamente 250 milhões de habitantes. Essa projeção se sustenta no saldo entre o número de médicos que entram e saem do mercado de trabalho.

 

medicos no brasil

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
j-scatvids.club