Rede dos Conselhos de Medicina

Reforma em unidade de saúde faz com profissionais improvisem atendimento em escola na capital

Os profissionais realizam os atendimentos dentro de três salas que foram improvisadas para um consultório médico, um consultório de enfermagem e sala de vacina e triagem. Faltam máscaras N95, aventais e o estoque de luvas e álcool 70% é baixo para a grande demanda.

Notícias

(29/05/2020) Falta de estrutura em hospital de Guajará Mirim preocupa profissionais que atuam diretamente na linha de frente no combate à COVID-19
(14/05/2020) NOTA: À imprensa e à população 
(07/05/2020) Cremero continua as fiscalizações em todo o estado

 

Durante o ato, a presidente do Cremero, médica Maria do Carmo Wannsa, explicou ser a autarquia uma entidade aberta ao diálogo com todas as outras instituições públicas e privada, e que na defesa dos direitos da classe exerce papel de fiscalizadora e moderadora no contexto da execução das políticas estadual e municipais da medicina.

 

Ao Conselho de Medicina, segundo ainda, Maria do Carmo, não compete o papel de ingerir na execução dessas políticas, mas cumpre o papel de colaborar a partir da identificação de problemas mediante a formulação de propostas para aperfeiçoar o sistema.

 

Relação Médico-paciente

 

Ela ressaltou como fator indispensável para o sucesso profissional, o cuidado com a boa relação entre o médico e o paciente, pois é o médico, em último caso, é o receptáculo de toda insatisfação e desespero do doente. “Na maioria das vezes a culpa pela insatisfação do paciente é do sistema e não do médico, mas somos obrigados a ouvir a queixa do paciente”, frisou a dirigente.

 

O conselheiro do Conselho Federal de Medicina, médico José Hiran da Silva Gallo, defendeu a especialização dos recém-formados como garantia de ingresso no mercado de trabalho e explicou que em várias regiões do país ainda é muito comum a prática da chamada “escravidão médica” de pagar baixos salários e se aproveitar da falta de maior experiência para usar os serviços do profissional recém-formado para “tirar” plantão mal remunerado para àqueles médicos com três ou quatro empregos públicos.

 

Bruno de Almeida Pedersoli, 24 anos, formou-se em medicina na Universidade Federal de Minas Gerais e depois de ingressar no Exército como aspirante médico foi designado para servir na região de Guajará-Mirim. Já sabe que vai ser destacado pelo Batalhão de Infantaria para atuar em Costa Marques, onde, segundo ele, pretende retribuir um pouco do que o país gastou com sua formação numa faculdade pública, atendendo as pessoas numa região de grande carência médica como a Amazônia. 

NOTA N

 

Participaram ainda do ato de entrega das credenciais aos novos médicos o vice-presidente do Cremero, médico Almerindo Brasil de Souza; a tesoureira, médica Simi Mirian Bennesby Marques, e os cinco outros novos médicos, dentre os quais a vereadora Mariana Carvalho.

 

Assessoria de Imprensa Cremero

Opinião

Economia: mais uma vítima da Covid-19

José Hiran da Silva Gallo - Diretor-tesoureiro do Conselho Federal de Medicina, Pós-doutor e doutor em bioética

Resoluções | Pareceres

» Normas no CREMERO

» Comprovante

 bannerlateral2019.2.3

» Resultado

 bannerlateral2019.2

» Serviços aos médicos

 spf2

spj

» Atualização Cadastral

 ac2

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
j-scatvids.club