Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:

Nota Cremero - Telemedicina Resolução 2.227/2018
Depois de minuciosa análise da Resolução 2.227/2018, os conselheiros do CREMERO, reunidos em Sessão plenária nesta data de 12 de fevereiro, decidem solicitar que o Conselho Federal de Medicina REVOGUE esta resolução e abra discussão a respeito de cada um dos seus itens, criando resoluções específicas para cada situação e especialidade. Não se pode admitir que corporações dominem a Medicina, deixando o principal interessado, o paciente, sujeito a situações que coloquem sua saúde em risco.
Clique aqui e leia a nota na íntegra.
Ginecologia e Obstetrícia: Mais três especialistas se formam em Rondônia
Receberam os certificados de conclusão de residência em Obstetrícia e Ginecologia os médicos Dra. Adriana Ribeiro Ramalho, Dr. José Alves de Lima Filho e Dra. Meyre Andressa dos Santos Marçal.

Notícias

(17/01/2019) Cremero em ação! Fiscalização!
(21/12/2018) Nota de Pesar - Falecimento do médico Dr. Roberval Ferraz de Lima
(17/12/2018) NOTA DE REPÚDIO

 

Durante o ato, a presidente do Cremero, médica Maria do Carmo Wannsa, explicou ser a autarquia uma entidade aberta ao diálogo com todas as outras instituições públicas e privada, e que na defesa dos direitos da classe exerce papel de fiscalizadora e moderadora no contexto da execução das políticas estadual e municipais da medicina.

 

Ao Conselho de Medicina, segundo ainda, Maria do Carmo, não compete o papel de ingerir na execução dessas políticas, mas cumpre o papel de colaborar a partir da identificação de problemas mediante a formulação de propostas para aperfeiçoar o sistema.

 

Relação Médico-paciente

 

Ela ressaltou como fator indispensável para o sucesso profissional, o cuidado com a boa relação entre o médico e o paciente, pois é o médico, em último caso, é o receptáculo de toda insatisfação e desespero do doente. “Na maioria das vezes a culpa pela insatisfação do paciente é do sistema e não do médico, mas somos obrigados a ouvir a queixa do paciente”, frisou a dirigente.

 

O conselheiro do Conselho Federal de Medicina, médico José Hiran da Silva Gallo, defendeu a especialização dos recém-formados como garantia de ingresso no mercado de trabalho e explicou que em várias regiões do país ainda é muito comum a prática da chamada “escravidão médica” de pagar baixos salários e se aproveitar da falta de maior experiência para usar os serviços do profissional recém-formado para “tirar” plantão mal remunerado para àqueles médicos com três ou quatro empregos públicos.

 

Bruno de Almeida Pedersoli, 24 anos, formou-se em medicina na Universidade Federal de Minas Gerais e depois de ingressar no Exército como aspirante médico foi designado para servir na região de Guajará-Mirim. Já sabe que vai ser destacado pelo Batalhão de Infantaria para atuar em Costa Marques, onde, segundo ele, pretende retribuir um pouco do que o país gastou com sua formação numa faculdade pública, atendendo as pessoas numa região de grande carência médica como a Amazônia. 

NOTA N

 

Participaram ainda do ato de entrega das credenciais aos novos médicos o vice-presidente do Cremero, médico Almerindo Brasil de Souza; a tesoureira, médica Simi Mirian Bennesby Marques, e os cinco outros novos médicos, dentre os quais a vereadora Mariana Carvalho.

 

Assessoria de Imprensa Cremero

Opinião

José Hiran Gallo - Tesoureiro do CFM
Dr. Spencer Vaiciunas - Presidente do Cremero
Outros artigos
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia - Cremero © 2018
Sede: Avenida dos Imigrantes, 3414, Liberdade, CEP: 76803-850, Porto Velho – RO, (69) 3217-0500, cremero@cremero.org.br
 Delegacia Regional de Ji-Paraná: Rua 7 de setembro, 1928, Casa Preta, CEP: 76907-624, (69) 3423-3590, delegaciajiparana@cremero.org.br
 Delegacia Regional de Vilhena: Rua Rony de Castro, 4150, jardim América, CEP: 76980-736, (69) 3322-9415, delegaciavilhena@cremero.org.br